Dica de leitura: 10 opções incríveis sobre o mundo da eletrônica

Hoje, com internet e redes sociais, a leitura de livros físicos se manteve só pra quem realmente tem amor à leitura e gosta da experiência que o livro proporciona.

Quando se trata de novos conhecimentos, temos leituras chaves que fazem nossa mente transbordar com informações novas, prontas para serem testadas e colocadas em prática. Foi por isso que decidimos reunir incríveis opções de leituras, dos mais diversos assuntos do meio eletrônico para enriquecer ainda mais seu conhecimento profissional.

Esperamos que você aproveite as dicas!

“Teoria e Desenvolvimento de Projetos de Circuitos Eletrônicos” por Antonio Marco Vicari Cipelli, Waldir Joao Sandrini, & Eduardo Cesar Alves Cruz, traz as funcionalidades e especificações técnicas dos principais dispositivos eletrônicos, como: diodos, transistores, sensores e amplificadores.

 

– No livro “Eletrônica de Potência”, de Daniel W. Hart você entende melhor os conceitos da eletrônica de potência. Trouxemos ele como indicação justamente por transmitir seu conteúdo de maneira clara e direta, o que instiga o leitor a continuar a leitura pela sua precisão. Traz também exemplos práticos para serem analisados, gerando uma experiência positiva de leitura.

– Este livro tem como principal objetivo encorajá-lo a iniciar suas próprias montagens. Em “Teoria Básica e Componentes Eletrônicos”, Paulo Edson Mazzei fala abertamente sobre a montagem de circuitos, diferente do que revistas e outros livros da área propõem. Com esse livro, você iniciante ou veterano saberá quais as etapas para começar a construir seus próprios pequenos aparelhos. ?

– Em “Fundamentos de Circuitos Elétricos” de Charles Alexander e Mathew Sadiku é abordadoa conceituação da análise de circuitos elétricos e foi totalmente elaborada para habilitar seus leitores a analisar e interpretar situações problemas vivenciados da área. Ainda possui uma seção especial em todos os capítulos na qual fundamenta um método em seis etapas para resolver problemas que envolvem circuitos elétricos.

 

– O livro “A Revolução Digital na Saúde” de Cláudio Lottenberg, pauta sobre de que maneira a inteligência artificial e a IoT (Internet das Coisas) tornam o cuidado mais humano, eficiente e sustentável. Nele você entenderá melhor os ganhos por meio da e-health na prevenção e combate às doenças crônicas e como essa tecnologia, se bem aplicada, pode trazer grandes transformações em processos, contribuindo para a precisão dos médicos e segurança dos pacientes. ?

 

– A tecnologia automotiva está cada vez mais incorporada e por isso, o livro “Eletrônica Automotiva (Curso de Eletrônica)”, de Newton C. Braga traz diversos fundamentos a respeito de tudo que envolve a eletrônica num automóvel, desde a evolução de carros elétricos e seus dispositivos de segurança, até dicas importantes para quem quer se especializar nesse segmento específico de eletrônica. ?

 

“Inteligência Artificial: Uma Abordagem de Aprendizado de Máquina” foi vencedor do prêmio Jabuti 2012, na categoria Tecnologia e Informática. Este livro possui um conteúdo rico e de grande apoio para introduzir ao leitor diversos conceitos e fundamentos relacionados a todo esse setor de IA que vem crescendo constantemente, além de identificar as diversas áreas que a AI pode ser aplicada.

 

– Em “Redes Elétricas inteligentes no Brasil”, de Fernando César Maia, é aprofundado o conceito de redes elétricas inteligentes (smart grids, em inglês), que começou a ganhar espaço a partir do ano 2000, tornando-se uns dos temas mais discutidos no setor elétrico mundial.

 

“Eletrônica Moderna: Fundamentos, Dispositivos, Circuitos e Sistemas”: esse livro de Louis E. Frenzel JR. reúne conteúdo de alta relevância sobre assuntos fundamentais abordados nas áreas de eletricidade e eletrônica.

 

“A internet das coisas” de Eduardo Magrani são apresentados os pontos positivos e negativos da tecnologia Iot, por meio de objetos e equipamentos presentes em nosso cotidiano. Esse é um assunto muito atual e sua tendência é se expandir cada vez mais.

 

Esperamos que aproveite a leitura e curta seu final de semana!

Gostaram das dicas de leitura? Pra quem ama ler esse artigo foi um prato cheio!

TrustAnchor100 (TA100) CryptoAutomotive™ da Microchip

Os produtos da Microchip no segmento automotivo são inovadores e projetados para ocupar pequenas áreas, consumir menos energia e operar em ambientes eletromagnéticos e de temperatura elevada. Eles são classificados nas seguintes seções:

  • Analógico
  • Acesso de carro
  • Conectividade
  • Temperatura alta
  • Memória
  • MCUs e MPUs
  • Segurança
  • Cronometragem
  • Toque e gesto

Nesse artigo será apresentado um dispositivo da Microchip que promete inovações no quesito segurança automotiva. Confira:

O primeiro IC de segurança complementar criptográfico automotivo do setor

O IC de segurança TrustAnchor100 (TA100) CryptoAutomotive™ fornece uma maneira de você implementar segurança em sistemas existentes sem exigir reprojetos dispendiosos. O TrustAnchor100 fornece suporte externo ao Hardware Security Module (HSM) para inicialização segura, autenticação de mensagens CAN, autenticação de bateria de veículo elétrico (EV), Transport Layer Security (TLS), autenticação Wireless Power Consortium (WPC) 1.3 Qi ® , conteúdo digital de alta largura de banda Proteção (HDCP) e muito mais.

Principais vantagens

  • Economias significativas de custo e tempo em comparação com o redesenho com um novo MCU
  • Atualizações de código MCU mínimas, resultando em pouco ou nenhum impacto nas classificações de segurança funcional do MCU do host existente
  • Pré-programado com medidas de segurança integradas para eliminar a necessidade de experiência interna em segurança
  • Eliminação do risco associado a atualizações significativas do código MCU
  • Mais adulterações de chip inteiro com um nível mais alto de certificabilidade
  • Verdadeiro isolamento de chave de hardware

O TA100 integra vários protocolos de segurança assimétricos, simétric

os e de hash que suportam um método ultra-seguro para acordo de chave, autenticação de verificação de assinatura para aplicativos de rede automotivos em veículos. Semelhante a todos os nossos ICs de segurança CryptoAutomotive™, o novo TA100 emprega armazenamento de chave criptográfica baseado em hardware ultra-seguro e contramedidas criptográficas para eliminar potenciais backdoors vinculados a fraquezas de software.

O dispositivo é independente de qualquer microprocessador (MPU) ou microcontrolador (MCU) e compatível com nossos MCUs e MPUs baseados em processador AVR® ou ARM®.

Esse é apenas um de muitos dispositivos inovadores que a Microchip conta em seu portfólio. Veja mais informações no site da fabricante (em inglês).

5G e os impactos positivos na Indústria

No mundo de hoje, acompanhar os avanços da tecnologia se torna imprescindível pois o funcionamento dos mercados da indústria é afetado e reformulado de acordo com essas mudanças.

E tratando da mais recente atualização de Internet móvel, a rede 5G traz a promessa de revolucionar a sociedade, possibilitando um maior número de objetos conectados, influenciando diretamente no mercado de IoT.

Mas como essa nova geração de internet móvel pode impactar a indústria? É isso que veremos nesse artigo.

Primeiramente, o que é a tecnologia 5G?

A rede 5G é conhecida como a quinta geração de Internet móvel e sua principal proposta é trazer velocidades mais rápidas de downloads e uploads em relação à geração anterior, o 4G.

Além disso, ela também propõe ampliar a cobertura de redes móveis, permitindo que mais aparelhos acessem a internet ao mesmo tempo. De acordo com alguns especialistas no assunto, o 5G é capaz de suportar, simultaneamente, mais de 1 milhão de aparelhos por quilômetro quadrado. Muita coisa, né?

Alguns dos principais setores a serem afetados com essa conexão 5G são:

  • Indústria;
  • Automobilismo (carros autônomos);
  • Medicina.

Mais estabilidade das conexões com 5G

Tempo é dinheiro, e quando falamos de grandes empresas, qualquer interrupção em relação a internet causa grandes transtornos.

E com a chegada do 5G, uma conexão mais estável é importante para trazer maior eficiência nos processos, além de ser possível contar com uma infinidade de aparelhos conectados, operando em menos tempo e com menos falhas.

Favorece a Internet das Coisas (IoT)

Com o termo transformação digital sendo muito utilizado nos últimos anos, principalmente durante e depois da pandemia, essa conexão tende a ser muito colaborativa para a expansão da Internet das Coisas, trazendo novas possibilidades para os setores da indústria.

Imagina só uma empresa em que os equipamentos, fermentas e EPI’s estejam conectados em um só sistema? Estamos falando de uma fábrica inteligente, na qual pessoas, softwares e objetos se conectam. Com isso, termos como automação, inteligência artificial e realidade virtual e aumentada se tornarão mais comuns em nossos dias, mantendo os processos cada vez mais tecnológicos.

Troca de dados em tempo real

Na indústria, além de ser extremamente necessário proessos alinhados, a atualização de informações e dados também são de grande importância para a rápida tomada de decisão mediante à problemas no meio desse percurso.

Nesse caso, o 5G entra nessa operação como um facilitador tendo sua alta velocidade de troca de informações, que favorece a comunicação e a troca de dados em tempo real, contribuindo para que a empresa se mantenha atualizada de forma rápida em relação aos processos para que quando haja necessidade de intervenções para não interferirem na produção e performance da indústria em questão.

CIs Termopar Microchip: encontre a melhor opção para seu projeto

A Microchip é considerada líder em soluções de controle integrado inteligentes, e hoje vamos destacar um dos produtos que ela possui em seu portfólio, que é imprescindível para alguns itens utilizados e presentes em nosso dia a dia: CIs de condicionamento de termopar.

Existem diversos tipos de CIS e esses tipos de componentes são capazes de oferecer uma conversão completa de força eletromotriz (EMF) para termopar plug-and-play.

A variedade é grande, mas ainda sim, eles possuem suas diferenças. Um exemplo disso é que alguns dos produtos incluem recursos adicionais, como detecção integrada de termopar aberto e curto-circuito para aprimorar sua aplicação.

Para demonstrar melhor as características desse produto, selecionamos três opções de CIS para condicionamento de termopar na tabela abaixo para você conferir as diferenças entre eles e identificar o melhor para seu projeto.

 

MCP9601 MCP96L01 MCP9600
 

Fornece uma solução completa de condicionamento de termopar “Plug and Play”

  ±0,5°C/1,5°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Quente

  ±0,5°C/1,0°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Fria

  Compatível com I2C™, 100 kHz, suportando até oito dispositivos no barramento I2C

  Faixa de tensão de operação: 2,7 V a 5,5 V

  Corrente de operação: 500 ?A (típico)

  Corrente de desligamento: 2 ?A (típico)

  Pacote: MQFN de 20 derivações

Fornece uma solução completa de condicionamento de termopar “Plug and Play” com proteção de circuito aberto e curto-circuito

  ±2°C/±4°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Quente

  ±0,5°C/±1°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Fria

  Compatível com I2C™, 100 kHz, suportando até oito dispositivos no barramento I2C

  Faixa de tensão de operação: 2,7 V a 5,5 V

  Corrente de operação: 500 ?A (típico)

  Corrente de desligamento: 2 ?A (típico)

  Pacote: MQFN de 20 derivações

 

Fornece uma solução completa de condicionamento de termopar “Plug and Play”

  ±0,5°C/1,5°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Quente

  ±0,5°C/1,0°C (Tip./Max.) Precisão de Medição de Temperatura de Junção Fria

  Compatível com I2C™, 100 kHz, suportando até oito dispositivos no barramento I2C

  Faixa de tensão de operação: 2,7 V a 5,5 V

  Corrente de operação: 500 ?A (típico)

  Corrente de desligamento: 2 ?A (típico)

  Pacote: MQFN de 20 derivações

Aplicações

Por serem CIS Termopar que lidam diretamente com temperatura, eles são capazes de fornecer registros programáveis ??pelo usuário. Esses registros permitem configurações selecionáveis ??pelo usuário, como modos de baixo consumo para aplicações alimentadas por bateria, um filtro digital ajustável para temperaturas transitórias rápidas e quatro saídas de alerta de temperatura programáveis ??individualmente, que podem ser usadas para detectar várias zonas de temperatura.

Confira abaixo as principais aplicações:

  • Equipamentos de controle de processos industriais
  • Fornos
  • Sistemas de climatização
  • Fornos e cooktops
  • Churrasqueira e fumantes

Já usou alguma dessas opções que sugerimos neste artigo? Se curtiu esse conteúdo, continue nos acompanhando pelo blog e nos siga nas redes sociais!

Entenda a importância da Inteligência Artificial para a Industria 4.0

A 4ª Revolução Industrial é um assunto muito falado nos últimos anos e, atrelado a ela, vem também muitas possibilidades junto à tecnologia de Inteligência Artificial. Vamos entender um pouco mais sobre qual o papel da IA e sua importância para a chamada Indústria 4.0.

Entendendo sobre Inteligência Artificial

Inteligência Artificial ou Artificial Intelligence, é classificada como um ramo de pesquisa da ciência da computação. Aqui no nosso blog temos um artigo com mais detalhes e algumas inovações que se destacam usando IA. Basicamente, a ideia principal dessa tecnologia é assemelhar-se com o cérebro humano, fazendo com que os dispositivos sejam capazes de desempenhar tarefas e resolver problemas baseados na nossa inteligência, ou pelo menos o mais perto possível dela.

Indústria 4.0 e o uso de Inteligência Artificial

A 3ª Revolução Industrial foi caracterizada pelo desenvolvimento de processos de automação e sistemas de gestão da manufatura. Já a Revolução Industrial, conhecida também como era da informação, é caracterizada pela forte presença de conceitos como robótica, dados, conectividade, integração, otimização, modularidade e inteligência., que é justamente nossa realidade atual.

Hoje, com os constantes avanços a que a tecnologia foi submetida, ela foi capaz de contribuir cada vez mais para a indústria e diversos outros setores, esse é um dos principais motivos da Inteligência Artificial se tornar grande parte da então chamada Indústria 4.0.

Vantagens da Inteligência Artificial para Indústria 4.0

O uso da tecnologia é cada vez mais frequente nos setores da indústria, e desde que a Inteligência Artificial começou a se destacar no mercado, ela vem contribuindo fortemente e trazendo grandes vantagens como:

Dados em tempo real: Ao ter uma conexão única entre as máquinas, é possível aproveitar os dados e analisá-los em tempo real, o que é uma grande ajuda para a tomada de decisão rápida nas empresas otimizando tempo e obtendo resultados mais proveitosos.

Identificação de ineficiência: quando acontece um erro no processo, às vezes com a mão de obra humana, é difícil identificar de onde exatamente surgiu o problema, causando interrupção dos processos, o que custa tempo e dinheiro. Com a Inteligência Artificial, torna-se possível uma análise rápida dos problemas chegando rapidamente a sua origem exata, minimizando custos.

Redução de erros e produção rápida: Muitas indústrias já automatizaram seus processos e substituíram a mão de obra humana por máquinas. Com isso, a redução da chance de erros é consideravelmente alta, além de proporcionar uma produção mais acelerada,

Chatbots: Muitas empresas já utilizam hoje e é uma das principais ferramentas para estabelecer um atendimento rápido ao cliente.

A tecnologia vem para atribuir novos patamares na indústria e, com isso, ela cresce cada vez mais. É claro que ainda há muito o que ser estudado sobre essa tecnologia, aprofundando ainda mais nas suas inúmeras possibilidades de contribuir para indústria e demais setores. Por enquanto, seguimos acompanhando essa constante evolução e esperar por novos passos em busca de um futuro inovador dentro da Indústria 4.0.

Confira 4 tendências tecnológicas mais esperadas para 2022

Um novo ano iniciou e com ele vêm também grandes tendências que os mercados tecnológicos apostam que serão grandes destaques. Neste artigo, separamos as principais apostas para esse ano no ramo da tecnologia.

1 – Computação aliada a privacidade

A proteção de dados sempre foi um fator muito importante para as empresas, mas depois que a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) entrou em vigor, isso se tornou uma preocupação imprescindível para a empresa, visto aquelas que não seguem a lei estão sujeitas à multa.

Com isso, a privacidade e proteção de dados é uma das tendências destaques para o ano de 2022 e com a ajuda da computação, será possível a utilização de técnicas pensadas e projetadas para extrair apenas informações relevantes para a empresa, mas que ao mesmo tempo, atendam às conformidades.

2- Pagamento Digital

Como a pandemia do COVID-19 acarretou no fechamento das lojas físicas no período mais crítico de contágio, os e-commerces deram um salto em vendas porque as pessoas passavam mais tempo no digital. Com isso, os pagamentos por meio digital tiveram também uma notável crescente e a previsão é não parar por aí.
Empresas de pagamentos digitais apontaram recordes de pagamentos realizados e apostam em um crescimento neste ano através de novas plataformas para pagamentos on-line.

3- Buscas por Voz

A inteligência artificial está cada vez mais presente no nosso dia a dia. Um grande exemplo disso são os auto-falantes inteligentes que teve um número de vendas recorde em 2020 com mais de 150 milhões de unidades vendidas no mundo.
Facilidade e praticidade à literalmente um comando de distância é tudo que o ser humano pode querer, por isso as buscas por voz tendem a continuarem se destacando e, segundo estimativas, haverá no mundo todo cerca de 8,4 bilhões desses aparelhos. Demais, né?

4- Realidade Aumentada e Realidade Virtual

A realidade virtual e a realidade aumentada eram tendências crescentes antes da pandemia, mas a quarentena, o trabalho remoto e a vida pré e pós-pandemia aceleraram sua adoção.

Isso porque a tecnologia impulsionou o seu uso tanto para trabalho, quanto para o entretenimento, na qual essas duas tendências se destacam. Uma prova desse tipo de tecnologia prometer muito daqui em diante, é que o próprio Facebook mudou recentemente seu nome para Meta, que é uma abreviação de metaverso, um mundo virtual onde as pessoas convivem socialmente.

IoT na medicina: 5 soluções destaques com o uso da Internet das Coisas

A tecnologia IoT vem conquistando mais espaço em diversos setores, como você pode ver no artigo que publicamos sobre a importância dessa tecnologia para sociedade.

Como permanecemos enfrentando uma sobrecarga na área da saúde devido à pandemia do Coronavírus, vamos destacar 5 avanços na medicina com a tecnologia IoT, que atualmente enfrentam alguns desafios para funcionar, acompanhe:

1. Marca-passos cardíacos

Os marca-passos cardíacos geralmente são implantados no paciente e, a partir disso, passam a fornecer informações do sistema cardiovascular em tempo real, tornando possível uma intervenção em caso necessário, contribuindo para uma maior assertividade por parte da equipe médica. O uso desses aparelhos é bem popular nos Estados Unidos, onde existem estudos avançados sobre essa tecnologia.

2. Registros digitais de exame

Esse avanço contribui positivamente não só para medicina, como também para o meio ambiente. Já existem aparelhos de exames digitais que são capazes de armazenar dados e informações sobre os pacientes. Isso faz com que esse armazenamento seja total digital, evitando o gasto com papéis e ganhando agilidade no processo ao facilitar muito a organização e compartilhamento desses dados. Muito bom, né?

3. Monitoramento contínuo inteligente de glicose (CGM)

Esse aparelho possui grande utilidade, além de ser muito prático, pois pode ser utilizado tanto pela equipe médica, quanto pelos próprios pacientes ou cuidadores. O Continuous Glucose Monitor, ou Monitor Contínuo de Glicose (CGM) é utilizado por pessoas com diabetes que necessitam de um acompanhamento diário. Com esse aparelho, podem obter dados instantâneos e precisos em relação à sua saúde.

4. Leitos hospitalares inteligentes

Uma acomodação adequada para o paciente é imprescindível para o conforto durante seus dias no hospital. Pensando nisso, a Mackenzie Helth implantou uma tecnologia para leitos inteligentes que vêm para auxiliar enfermeiros e profissionais responsáveis a garantir acomodação segura aos pacientes.

Esses leitos possuem um sistema que informa os profissionais sobre qual a melhor posição para o conforto e recuperação do paciente. Além disso, ele é projetado para enviar mensagens de alerta caso não tenha sido reposicionado depois da alimentação ou higienização do paciente, funcionando como um lembrete.

5. Informações Complementares sobre Iot na medicina

De acordo com uma estimativa apresentada pela International Data Corporation (IDC), podemos crer que, pelo menos, 40% das unidades de saúde terão alguma tecnologia baseada em IoT implementada. Além disso, pelo fato de esse tipo de tecnologia possibilitar o acompanhamento de dados em tempo real, acredita-se que isso facilitará o trabalho da equipe médica, podendo gerar uma economia do tempo de até 30%.

E já reforçamos que esse tipo de inovação não está acontecendo na área da saúde. Sabendo disso, continue ligado nos próximos artigos que vamos falar de outros setores que se destacaram com o uso da tecnologia IoT.

Eletrodomésticos: evolução e tecnologia

Os eletrodomésticos estão presentes na vida do ser humano desde meados do século XIX, impulsionados pela indústria de energia elétrica. Imagine você sem ter um lugar refrigerado para armazenar alimento e bebida? Diante da realidade atual, chega a ser impossível imaginar nossas vidas sem esses itens domésticos.
Com o passar dos anos, os eletrodomésticos passaram por diversas evoluções que buscaram atender as necessidades vivenciadas em nossas residências. Neste artigo, mostraremos um pouco desse avanço nos principais eletrodomésticos e destacaremos o quão importante a tecnologia foi para toda essa evolução acontecer.

Geladeira

Infelizmente, não temos a disponibilidade suficiente para cozinhar algo novo a cada refeição que fazemos no dia. Por esse motivo, a geladeira é essencial para armazenar aqueles alimentos e conservá-los por mais tempo. Hoje, a geladeira é uma peça vital para a cozinha moderna e ela passou por diversas mudanças desde quando começou a ser utilizada.
No início dos anos 1900, eram utilizadas caixas revestidas com metal e dentro delas eram colocadas grandes pedras de gelo que derreteriam aos poucos fazendo a função de manter o alimento refrigerado. Tendo em vista a funcionalidade genial para a conservação de comida, a partir do ano de 1915, começaram a aparecer os refrigeradores elétricos com o uso de um motor. Foi em meados de 1940 que as geladeiras assumiram sua forma com portas, e é assim até hoje.
Nos dias atuais, podemos ver geladeiras com display, conexão Wi-fi e aquelas que possuem um dispositivo de bebedouro na própria porta. Com base na evolução tecnológica, esses itens simples se tornam cada vez mais robustos, trazendo uma experiência completa ao consumidor final.

Máquina de lavar ou lavadora de roupas

Desde que o homem começou a se vestir, houve a necessidade de suas roupas usadas serem lavadas e, a partir daí, foram criadas diversas formas para realizar essa higienização das roupas. No começo, os métodos eram manuais e aos poucos, foram utilizando utensílios para auxiliar na lavagem. É importante destacar que até o ano de 1906 aproximadamente, as máquinas utilizadas eram todas manuais. Foi quando o uso do motor elétrico se popularizou no início do século 20 e obtiveram uma lavadora com uma melhor eficiência.
Desde então, a máquina de lavar foi sendo adaptada de acordo com a época vivida e as necessidades de seus consumidores. Com isso, no ano de 1950, começaram a anunciar lavadoras que não só lavavam as roupas, como também secavam por centrifugação.
A máquina de lavar possui diversos componentes eletrônicos que lhes permitem executar uma lavagem por completo, sem que tenha alguém fazendo a supervisão de cada uma das etapas existentes. Em sua maioria, possuem timer programável e sensores de entrada e saída de água, dosando sempre de acordo com a opção de lavagem escolhida. Tornou-se um grande e essencial item na vida das pessoas.
As indústrias de eletrodomésticos se empenham para deixar seus produtos mais tecnológicos de acordo com as inovações que vivenciamos. Conexão Wi-fi é uma das funções que mais se destacam.

Fogão

Dados históricos apontam que o fogão existe há muitos anos, desde que o homem começou a ter o controle do fogo. No início era a fogueira e, com o passar dos anos, começaram a utilizar fogões de barro, metal e até o fogão à lenha, que em muitos locais na zona rural ainda é realidade.
Em 1826, o gás de carvão passou a ser utilizado por James Sharp, que desenvolveu o primeiro fogão à gás. A partir disso, o fogão começou a funcionar do modo básico que conhecemos, mas ele ainda teve diversas evoluções que acompanham a tecnologia.
Uma das inovações com relação ao fogão é o chamado fogão por indução que se assemelha ao fogão elétrico. No entanto, seu funcionamento é por meio de um campo eletromagnético que gera calor e assim realiza o cozimento dos alimentos. Outra grande novidade é o smart cook ou cozinha inteligente. Um dos destaques que ele traz é que devido ao seu acesso à internet, o equipamento realiza o preparo da receita de acordo com as instruções contidas nela, como o pré-aquecimento do forno e as variações e temperatura que podem estar sendo pedidas na receita.

Outros itens de destaque

Existem outros itens de uso doméstico que ganharam popularidade devido às suas funções automáticas, que proporcionam maior comodidade para o usuário.
Máquinas de café, bebedouro e lava-louças são exemplos de eletrodomésticos que ganham atualizações frequentes com relação à tecnologia, tudo isso para que a experiência do cliente vá além do comum.
Podemos concluir que as constantes inovações nesses eletrodomésticos, na grande maioria delas, as empresas que produzem levam em consideração a necessidade do usuário de fazer tudo em apenas um toque. A tendência para os próximos anos é que a casa esteja inteiramente conectada e que, com ajuda apenas do seu smartphone você consiga efetuar tudo que necessita. A tecnologia proporciona novas experiências e não podemos deixar de destacar que cada um desses eletrodomésticos possui dispositivos, sensores e componentes adequados para que sua funcionalidade seja executada com sucesso.
Nós, do Grupo Autcomp, acompanhamos frequentemente o mercado para disponibilizar os melhores recursos para atender seu projeto com as mais novas soluções.

Varejo e tecnologia em conjunto

As pessoas visam agilizar suas atividades diárias, por isso estão em busca por dispositivos tecnológicos que otimizem o seu tempo de maneira eficaz. Podemos listar inúmeras situações que sofreram mudanças e adaptações com base na constante evolução da tecnologia, as quais proporcionam ao ser humano experiências notáveis de melhorias de vida.
Com base nisso, por mais que exista o acesso fácil e rápido ao produto em shoppings e lojas físicas, a locomoção até o local em geral é demorada, acarretando em um tempo não produtivo. Por esse motivo, as empresas investem mais na experiência do cliente, com intuito de fazer com que a ida ao ponto de venda seja enriquecida e as expectativas do consumidor em relação ao local sejam atendidas. Para que isso aconteça, as empresas precisam que sua equipe local esteja bem preparada e equipada para proporcionar, nos mínimos detalhes, a experiência perfeita.

Segurança no estabelecimento

Qualquer pessoa que frequente uma loja física espera que o estabelecimento proporcione segurança, assim o cliente pode se preocupar apenas com o que lhe interessa. Pensando nesse fator de grande importância para a experiência do consumidor na loja, as empresas Tyco e Johnson Controls trazem um sistema de segurança que é equipado com câmera 360º capaz de realizar o reconhecimento de imagem.
Câmeras com essa tecnologia são compostas por sensores adequados e componentes que tornam possível o reconhecimento de imagem.

Estoque inteligente

O controle dos estoques de uma loja é algo de extrema relevância para que haja disponibilidade dos produtos no ponto de venda, pois um dos fatores mais decisivos para o cliente é se a loja tem o que ele procura. Sabendo disso, a Tyco apresentou prateleiras inteligentes, que são equipadas com sensores que as tornam capazes de contar os itens retirados pelos consumidores. Com isso, a loja consegue analisar, em tempo real, a quantidade existente de um produto específico. E não para por aí! Essas prateleiras possuem o sistema pusher que empurra os itens para frente, mantendo a prateleira organizada e sem espaços, o que traz uma boa impressão para o consumidor, tendo em vista a organização nítida dos itens.
Esse é um belo exemplo de como os componentes certos, aplicados de maneiras inovadoras, surpreendem com os resultados apresentados.

Internet das Coisas (IoT)

Hoje em dia, a Internet da Coisas se tornou um diferencial que auxilia em diversos processos nas empresas. Uma das inovações que a Bematech e a TOTVS lançaram foi um hub capaz de se comunicar por meio de câmeras e sensores, ajudando lojas a terem comunicação completa entre os dispositivos em toda sua estrutura como por exemplo, gôndolas frias e refrigeradores, dos quais o varejista consegue ter um monitoramento em tempo real da temperatura e evitar possíveis perdas.
A experiência do cliente se tornou um dos fatores mais importantes nas lojas físicas, justamente pelo aumento das compras em e-commerces. Por esse motivo, pequenas inovações como essas trazem mudanças e adaptações necessárias para que o processo das lojas de varejo ocorra como planejado. Pequenos componentes em conjunto são capazes de realizar reconhecimento de imagem ou verificar a disponibilidade de determinado produto. As empresas que caminham em conjunto com a tecnologia têm maiores chances de prosperar e ser referência para os seus consumidores.

Sensores: funções e tipos

Quando chegamos a um lugar e, de repente, a luz se acende; ou quando estamos estacionando o carro e ele apita cada vez mais alto na medida em que você se aproxima do carro que está atrás. Isso não é mágica. Essas funções são executadas pelos sensores que são utilizados em cada um de seus sistemas, sensores feitos para responder a cada uma dessas funções e é sobre eles o assunto deste artigo.

O QUE SÃO SENSORES?

Os sensores foram criados há mais de seis décadas e são utilizados nos mais diversos setores industriais do mundo. A função deles, basicamente, é detectar e responder a algum estímulo e assim, emitir um sinal para que os outros componentes concluam a ação programada para o sistema em que está inserido. Eles se tornaram muito úteis para monitorar e identificar o que acontece sem que seja necessário um contato humano.

TIPOS DE SENSORES

Existem diversos tipos de sensores no mundo da eletrônica. O que determina o sensor mais adequado depende, exclusivamente, para que será utilizado e qual será a sua função. Apresentamos alguns deles:

Sensor elétrico

Esses sensores são capazes de detectar variação da tensão elétrica ou aumento de corrente elétrica. Muitas vezes, servem como alerta de segurança para empresas que atuam nesse segmento e operam com altas tensões.

Sensor magnético

São acionados a partir de um campo magnético e seu funcionamento é bem parecido com uma chave de liga/desliga. Por esse motivo, ele consegue ser aplicado em diversos sistemas.

Sensor mecânico

O estímulo de funcionamento do sensor mecânico é baseado nas posições, movimentos ou presença do elemento atuador. Também opera sobre um circuito no modo liga/desliga, possuindo uma variação chamada de “chave de fim-de-curso”, que desliga o motor do sistema após o objeto deslocado chegar ao seu ponto máximo, como acontece em um portão automático.

Sensor acústico

Esse tipo de sensor é utilizado, principalmente, para captar distâncias, pois o estímulo para seu funcionamento é o retorno do eco no qual é possível detectar a que velocidade o som se propaga. Esse é o sensor utilizado em um sistema de estacionamento, como o caso citado no início.

Sensor óptico

Seu funcionamento ocorre com a utilização de um feixe de luz, que varia de acordo com o tipo de produto que ele irá detectar. A luz vermelha é indicada para objetos médios/grandes; laser para objetos pequenos; e a infravermelha para objetos transparentes. Além disso, o sensor óptico é divido em três tipos: barreira, difuso e reflexivo.

Sensor térmico

Como o próprio nome já diz, esse sensor é utilizado para medir temperatura e monitorá-la em caso de variação. É comum ser utilizada em câmaras frias, que necessitam de temperatura baixa e estável.
São tantos tipos de sensores, não é? Como vimos, cada um deles tem o seu poder específico e em conjunto com outras peças tornam possível mágicas como as citadas no início da luz ascender com o movimento ou no caso do carro com a aproximação na hora de estacionar.
O Grupo Autcomp está acompanhado dos melhores fornecedores para garantir que essa variedade seja atendida de acordo com seu projeto.